Com seca, produção de milho verão do Rio Grande do Sul deve cair mais de 20%

No Rio Grande do Sul, os produtores de milho sentem o impacto dos períodos de seca registrados no início do ano. Segundo levantamento da Expedição Safra, o estado deve produzir 20,48% menos cereal na temporada 2017/18, alcançando a marca de 5,01 milhões de toneladas de milho verão, enquanto que a estimativa inicial era de até 5,4 milhões de toneladas. Para enfrentar esse cenário, é essencial investir em soluções tecnológicas e informação especializada.

Manejo do milho Segundo o gerente regional da cooperativa C.Vale, Luciano Trombetta, cada vez mais fica evidente a necessidade do produtor tratar o seu solo como um corpo aberto que necessita de cuidados periódicos. “Cuidados simples como correção do solo, correção de perfil, fertilizantes com micronutrientes e uma condução da cultura de inverno que deixa uma proteção de matéria orgânica sobre o solo demonstram toda diferença em casos de estresses climáticos como os do momento”, afirmou.  

Na opinião de Trombetta, o acesso à informação especializada também se mostra importante no cenário atual. “O produtor precisa de informação séria, com qualidade”, afirmou. Após percorrer o Rio Grande do Sul, a equipe da Expedição Safra vai visitar as regiões de Rosário e Pergamino na Argentina e Mercedes e Paysandu no Uruguai.  

sfagro