Colheita do milho avança, mas retração de vendedores mantém preços em alta

De acordo com pesquisas do Cepea, mesmo com o avanço da colheita, os preços do milho seguem em alta no Brasil. Esse cenário se deve à retração de vendedores, que têm expectativas de preços maiores nas próximas semanas, fundamentados nas incertezas sobre a produtividade em algumas regiões, especialmente do Paraná e do Centro-Oeste.

Compradores consultados pelo Cepea, por sua vez, priorizam as aquisições de pequenos lotes para atender à demanda de curto prazo. No acumulado de agosto (até o dia 17), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa de milho – base Campinas (SP) subiu 5%.

Cepea/Esalq